12 dicas para proteger o pet dos barulhos de fogos de artifício

Como proteger o pet dos barulhos de fogos de artifício

Os fogos de artifício, de festas e comemorações, podem deixar seu pet em pânico. Veja como proteger o pet dos barulhos de fogos de artifício.

Veja Também: Doença do carrapato: sintomas, tratamento e prevenção

Na época das festividades de final de ano, feriados, ou anúncio das campeãs do carnaval e eleição, você fica se perguntando como proteger seu pet dos barulhos de fogos de artifício?

Com ouvidos muito mais sensíveis que o ser humano, os cães, ficam extremamente assustados e incomodados com esse ‘bombardeio’ festivo e como bem sabemos não adianta reclamar porque sempre tem um vizinho para comemorar dessa forma.

A solução então é aplicar no seu dia a dia algumas estratégias que ajudem a minimizar o sofrimento dos seus amigos de quatro patas.

A seguir listamos 12 dicas que servem tanto para reduzir o impacto do som como para evitar que os pets se machuquem nesses minutos que parecem intermináveis.

Veja Também: 12 alimentos que são tóxicos para cães e gatos

Veja como proteger o pet dos barulhos de fogos de artifício

dicas para proteger o pet dos barulhos de fogos de artifício

1 – Fique tranquilo

A melhor forma de proteger o pet dos barulhos dos fogos de artifício é demonstrar que se está calmo.

Cães se baseiam na ‘leitura’ postural dos seus donos para interpretar situações de perigo.

Sendo assim se você demonstrar que está nervoso pela situação isso só fará com que o animal fique mais desesperado.

A sua vantagem nessa situação é já estar esperando o que vai acontecer, fique absolutamente calmo e transmita essa postura para o seu pet.

Veja Também: 4 razões para você castrar seu pet

2 – Não deixe o pet sozinho

A pior coisa que alguém pode fazer ao seu pet é deixá-lo sozinho durante os períodos em que há fogos de artifício.

Se você costuma passar o natal, ano novo ou outra festividade com fogos fora de casa verifique a possibilidade de levar o seu pet.

Caso isso não seja possível você pode contratar um cuidador ou mesmo deixá-lo num hotel junto a outros animais.

Estar assustado e sozinho é uma das piores coisas que podem acontecer a um pet.

Veja: 15 sinais que avisam quando seu cachorro está doente

3 – Tenha um cantinho do sossego

Imagine que você é um cãozinho que de repente começa a ouvir sons muito altos e ameaçadores, o primeiro instinto é sair correndo, não é mesmo? Nessas situações muitos pets acabam se machucando por ficarem desorientados e correndo sem direção esbarrando em móveis e objetos de decoração.

Uma boa estratégia para enfrentar os longos minutos de fogos é preparar um cantinho especial dentro de casa para que o pet possa se esconder.

Dê preferência para um espaço pequeno em que haja uma caminha, comida e água.

Se tiver porta melhor ainda, pois assim é mais fácil evitar que ele perca o controle e corra sem orientação.

Veja Também: Como escovar os dentes do gato

4 – Verifique portões e janelas

O efeito dos fogos de artifício nos pets é tão devastador em termos de criação de pânico que eles podem acabar se machucando com gravidade pulando de janelas ou fugindo pelo portão.

Desespero é a palavra que define como os pets se sentem em situações extremas como essa então antes dos fogos começarem verifique se as janelas estão fechadas (você pode colocar telas de proteção em apartamentos) e os portões trancados.

Veja Também: Como tosar o cachorro em casa

5 – Acostume o pet a diferentes tipos de ruídos

Os fogos de artifício são extremamente assustadores para cães pelo fato da audição deles ser mais sensível que a dos seres humanos.

Uma forma de tornar períodos festivos – em que os fogos de artifício são inevitáveis – menos sofridos para os pets é prepara-los para os ruídos.

Você pode criar uma ‘playlist’ de barulhos que seu cão não está acostumado a ouvir ou mesmo um CD com essa compilação para deixar de som ambiente.

Assim os ouvidos dele ficarão menos sensíveis aos fogos e ele não terá tanto medo quando o barulho começar.

Veja Também: Corrimento no nariz do cachorro, o que pode ser?

6 – Feche as janelas e as cortinas

Essa é uma boa dica para ajudar a abafar tanto os barulhos quanto as luzes emitidas pelos fogos de artifício que podem fazer com que o animal fique nervoso.

Os estímulos visuais também tem sua parcela no pânico que se instala no pet.

Veja Também: Cães podem sentir sinais de gravidez humana

7 – Algodão no ouvido

Como já citamos os cães ouvem os fogos muito mais alto do que os seres humanos e esse é um dos motivos para tamanho desconforto.

Uma forma de amenizar essa situação é colocar um pouco de algodão em suas orelhas para abafar o som.

Contudo, fique atento para o fato de que não se deve empurrar o algodão para dentro do ouvido do animal e nem fazer bolas muito pequenas.

Pense na orelha do cão como o ouvido humano, só podemos usar tapadores por fora.

Veja Também: Sangue nas fezes do cachorro, o que pode ser?

8 – Solte a coleira do cão

A primeira reação dos cães quando os fogos começam é correr, nesse momento ele não consegue pensar em mais nada, dessa forma se estiver com a coleira presa em algum lugar pode acabar se enforcando.

Mesmo que você esteja com o seu amigo de quatro patas tenha esse cuidado, pois quando o momento drástico começar será difícil conseguir segurá-lo e soltar a coleira.

Veja Também: Como limpar as orelhas do cachorro

9 – Crie outros ruídos para abafar os fogos

Uma maneira de proteger o pet dos barulhos de fogos de artifício é abafar os sons externos ligando a televisão, o aspirador de pó ou até o ventilador.

Se a sua vizinhança não é das mais barulhentas pode ser que um desses sons domésticos – e já conhecidos do cãozinho – abafe a confusão que está acontecendo do lado de fora da janela.

Veja Também: 9 dicas para viajar em segurança com o pet

10 – Mantenha-se por perto

Visando proteger seu pet do medo que os fogos de artifício podem gerar é essencial ficar próximo a ele.

Se ele deixar pegue-o no colo e faça carinho, porém, se ele estiver muito agitado apenas fique no seu campo de visão demonstrando que está calmo e que tudo dará certo.

Veja Também: 6 receitas caseiras para tirar o cheiro de cachorro da casa

11 – Separe os pets

Para quem tem mais de um pet em casa, seja outro cão, um gato ou outro animal a dica expressa é separá-los durante a queima de fogos.

Os animais ficam nervosos com o barulho e podem acabar brigando entre si tendo resultados bastante drásticos como machucados ou até mesmo a morte de um deles.

Veja Também: 5 alimentos que podem envenenar e até mesmo matar o seu gato

12 – Calmante

Seu pet fica nervoso mesmo com todas as dicas listadas? Nesse caso pode ser interessante buscar a indicação de um calmante canino através de consulta veterinária.

Jamais administre qualquer tipo de medicação por conta própria ao seu pet, leve-o para uma consulta com um veterinário para que o profissional possa indicar algo que não tenha nenhuma…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *